Dicas

7 motivos pelos quais precisa de um vídeo institucional

Já ponderou se terá motivos pelos quais precisa de um vídeo institucional, mas ainda tem dúvidas? Eis 7 motivos pelos quais acreditamos que precisa de um:

- Mostra o que é o negócio: é um modo rápido, criativo, e acima de tudo informativo de mostrar a sua empresa, seja esta focada em produtos ou serviços. Um vídeo institucional marcará a diferença no seu site, uma vez que os visitantes poderão assisti-lo e rapidamente entender o conceito e as bases do negócio, sem para isso necessitarem de explorar todo o site. Poderá também ser útil para os trabalhadores da empresa percecionarem os conceitos e a visão da sua marca;

- Pode cativar clientes: poderá ser partilhado em diversas plataformas para além do site (ex: redes sociais), e assim chegar a potenciais clientes ou investidores, tornando-se numa ferramenta de promoção. O Youtube e o Vimeo poderão ser um bom começo. Sugerimos que vá atualizando o vídeo conforme vão evoluindo os negócios, pois decerto não quererá passar uma imagem desatualizada;

- Aumenta o SEO do site da empresa: a maior ferramenta de pesquisa online é o Google, e o Google “adora vídeos”… o que significa que se tiver um vídeo no seu site, por exemplo, isso dá-lhe maior relevância aos olhos do motor de busca, maior probabilidade do seu site surgir nos resultados. Mais tráfego para o site e para as redes sociais, pode ajudar a aumentar as vendas;

- Fácil de partilhar por todos: qualquer pessoa poderá facilmente copiar o link e partilhar. Este é o modo mais fácil de gerar tráfego no site, espalhar a palavra no que diz respeito ao seu negócio, e quebrar fronteiras com um click. Terá mais pessoas a partilhar o seu conteúdo, e por sua vez a chegar a um maior número de pessoas;

- Marca a diferença: é uma maneira de se fazer distinguir da concorrência. Muitas empresas carregam os sites com informações, textos explicativos e até informação que se torna, aos olhos de quem visita, enfadonha. Um vídeo abre portas para que passe a mesma informação mas com recurso a imagens, movimentos e som, sendo mais atrativa;

- Absorvemos informação de modo diferente: cada um de nós consome conteúdos de diferentes formas, e se para uns o ideal é aprender/absorver informação através da leitura (de blogs, de posts no site e nas redes…), outros são mais aptos a captá-la via visual ou auditiva. Os vídeos podem conjugar estes 3 aspetos e a sua abrangência é assim maior;

- Versatilidade vs. custo: a versatilidade que um vídeo permite, com as tecnologias disponíveis atualmente, faz com que o custo real seja bastante acessível para as possibilidades que oferece. Se pensarmos na evolução da produção de vídeo e na abrangência do marketing digital, temos melhor noção da sua força e crescimento exponencial.

Os vídeos institucionais são uma importante ferramenta de marketing digital que poderá aumentar o sucesso da sua empresa. São precisos bons profissionais para produzirem vídeos de êxito – a Voxmedia é a equipa de que precisa!




Como aquecer a voz

Se vai usar a voz para comunicar com uma audiência e exigir mais da sua capacidade vocal, o melhor é antes de mais aquecer a voz, tal como faz o aquecimento dos músculos antes de um exercício físico.

A voz e o modo como a projeta faz parte da sua aparência e de como causa as primeiras impressões, e a própria eficácia da comunicação verbal também assenta em como a voz soa aos outros. É por isso tão importante que a emita nas melhores condições possíveis, e para que tal aconteça deixamos uma pequena listagem de algumas práticas que o/a ajudarão a preparar a voz:

- Respiração: a respiração está intimamente ligada à produção de voz, e se estiver tenso(a) isso vai transparecer na produção vocal. Inspire e expire, com ombros e peito relaxados, tendo em mente que a respiração se deve localizar ao nível da zona inferior do abdómen e que cada vez mais se sente descontraído(a);

- Maxilar: reduzir a tensão dos maxilares, colocando as zona inferior das mãos, quase junto ao pulso, logo abaixo do osso da bochecha. Faça movimentos para cima e para baixo, relaxando os músculos faciais, e vá abrindo descontraidamente a boca. Repita várias vezes;

- Lábios: libertar a tensão dos lábios ajuda ainda a associar eficazmente a respiração e a fala, e a descomprimir as cordas vocais. Com os lábios juntos mas relaxadamente, solte o ar num fluxo constante, como se voltasse à infância e soltasse aquele “brrrrrrrr” das primeiras experiências vocais, e suba e desça a escala sempre com esse som;

- Língua: coloque a língua atrás dos seus dentes superiores, expire e faça “rrrr”, num som firme e mantendo associada uma respiração em concordância. Tente agora variar na escala, sem ultrapassar o que lhe é confortável;

- Escalas de 2 oitavas: para esticar as cordas vocais, começando num tom baixo e subindo a escala com um som de “aaaaaaaaa”, “iiiiii” ou de “uuuu”. De cada vez que fizer este exercício, tente aumentar o seu alcance mas de modo subtil e gradual;

- O som do “M”: destaca as vibrações nos seus lábios, dentes e ossos faciais, tendo como base os lábios suavemente fechados e com o maxilar solto – agora respire e quando expirar diga “ummmmm”. Comece por um som nasalado e vá subindo e descendo a escala. Para arrefecer destes exercícios, continue mais um pouco com este último mas deixando cada vez mais de se focar no som dos lábios.

Lembre-se que deve manter uma boa hidratação bebendo bastante água antes e depois dos exercícios, mantenha a postura para aumentar a eficácia e está pronto(a) para falar ou cantar no seu melhor!

Fontes: http://www.entnet.org; http://www.nyee.edu




O açúcar afeta a voz?

Ultimamente temos vindo a deparar-nos com cada vez mais artigos acerca dos malefícios do açúcar na saúde e bem-estar, e na altura das festas é sabido que nos permitimos mais liberdade. Passada a época festiva, será que há repercussões dos maus hábitos alimentares das últimas semanas?

Os doces podem afetar as nossas cordas vocais, sendo que o principal problema está na criação de muco nasal.

Se falarmos de chocolate, por exemplo, contém ainda cafeína, o que pode contribuir para desidratar a garganta, logo dificultar a produção de certos sons. Momentâneas perdas de voz (quebras de uns segundos) também podem advir da ingestão de açúcares.

O melhor é mesmo reduzir a quantidade de doces e beber bastante água em seguida (não fria nem com gelo, que poderia piorar o estado da garganta), ou chás que funcionem como calmantes do aparelho fonador (saiba mais sobre a anatomia da voz em http://bit.ly/anatomiavoz).

Doces ou sobremesas à base de lacticínios, glúten, café ou álcool, aumentam a tendência ao aparecimento ou adensamento das secreções nasais, uma vez que são apontados como ingredientes potencialmente inflamatórios.

Há que ter em atenção que cada um de nós reage de forma diferente ao que come, e quaisquer problemas que possam transtornar o normal funcionamento do seu sistema respiratório ou digestivo terão consequências nas cordas vocais e na voz. Por exemplo, algo que cause refluxo gástrico também influencia o estado da voz, uma vez que o esófago está ligado à garganta.

Em termos de alternativas ao açúcar, temos o mel, que ao contrário dos restantes açucares ou adoçantes, é normalmente apontado como um produto benéfico para a garganta e saúde em geral, desde que ingerido com moderação.

E já em 2018, o nosso conselho é: foque-se na alimentação correta e equilibrada de hoje em diante, e faça da sua voz o símbolo da sua saúde!




Benefícios de cantar

"Porque quem canta, seus males espanta..."

Para muitos de nós, a experiência de cantar resume-se ao cantarolar no banho, no carro, ou a canções de embalar para os filhos. Mas, surpreendentemente, cantar tem vários benefícios para a saúde. Abaixo listamos alguns dos motivos pelos quais deve cantar:

- Sistema imunitário: não sendo uma fórmula mágica de cura, verificou-se que cantar pode ajudar no processo de cura em doentes com cancro – há moléculas do sistema imunitário que atingem níveis mais elevados após uma hora de canto, segundo um estudo da Universidade de Frankfurt (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15669447);

- Saúde do coração e do sistema respiratório: cantar exige padrões de respiração diferentes do habitual, com inspirações maiores e mais longas, e neste processo o coração abranda o seu ritmo;

- Exercício e sono: sobretudo no que diz respeito aos pulmões, cantar é uma boa forma de exercitá-los. Para além disso, ajuda a fortalecer o diafragma e a estimular o sistema circulatório. A respiração mais lenta poderá ajudar quem tenha problemas respiratórios, como asma. Consta ainda que poderá reduzir a roncopatia (ressonar) e a apneia, com o fortalecimento dos músculos do palato e garganta;

- Postura: manter-se com uma postura direita faz parte da técnica correta para cantar. O peito expande e os ombros ficam alinhados, melhorando a sua posição. Se o fizer frequentemente, verá que se torna um hábito;

- Stress e qualidade de vida: há estudos que comprovam que ao cantar são libertadas endorfinas, uma substância natural que, entre outras coisas, dá uma sensação de bem estar e conforto. Reduz os níveis de cortisol (hormona do stress), e melhora o estado de humor, fazendo a pessoa sentir-se mais feliz, menos ansiosa, menos deprimida;

- Relação com os outros: pode ajudar a estabelecer uma ligação emocional com alguém, sobretudo se cantar em conjunto com outra(s) pessoa(s);

- Capacidade de comunicação: segundo um artigo do jornal The Guardian, cantar para os bebés ajuda na preparação dos seus cérebros para a perceção e desenvolvimento da linguagem. Em crianças pequenas é sabido que a música é essencial para prevenir problemas na fala, mais tarde.

Lembre-se destes benefícios e comece o ano novo a cantar, com a família e amigos!


Fontes:
https://takelessons.com/blog/health-benefits-of-singing
https://www.prevention.com/health/6-health-benefits-of-singing




Expressão facial e a voz

À primeira vista, a relação entre a expressão facial e a voz poderá não ser muito clara ou imediata. Se pensarmos nela sem suporte de vídeo, a nossa voz é só uma, todos os dias e a todas as horas. Mas, analisando todas as suas possíveis variações, conseguimos entender qual a implicação das expressões e movimentos faciais no som que proferimos.

Um profissional de voz que a use como instrumento de trabalho, ao incorporar esses movimentos num trabalho de locução, e tendo liberdade física para representar mais do que ler, tem as seguintes vantagens na prestação:


- a voz torna-se mais liberta,
- consegue encarnar melhor o personagem,
- soa mais real e convincente,
- gera energia cinética no nosso corpo,
- capta mais facilmente a atenção do público.

(Se ainda tem algumas dúvidas, pense na personagem Smaug, no filme O Hobbit: A Desolação de Smaug. Consta que na audição para o papel, o actor Benedict Cumberbatch brindou os presentes com uma prestação cheia de movimentos serpenteantes, como que a encarnar de imediato o dragão em questão. Também o actor que deu voz a Gollum, na saga O Senhor dos Anéis, Andy Serkis, referiu que observou como os movimentos corporais do seu gato na altura de expelir bolas de pelo influenciavam o som emitido – tendo-se aproveitado desta sua análise para trabalhar a voz do personagem.)

A postura, os gestos, a expressão facial, são tão importantes quanto as características da voz e as suas variantes, como o tom ou a intensidade (saiba mais acerca das qualidades da voz aqui: http://www.voxmedia.pt/dicas_atendimento_telefonico.php?id=27). Todo o corpo deve estar envolvido numa performance vocal, pois isso decerto terá impacto na audiência.

A Voxmedia tem um portfolio de vozes repleto de talentos experientes que sabem como dar voz ao seu vídeo da forma mais realista e chamativa – fale connosco.


Fonte:
https://www.voices.com/blog/6-ways-facial-expression-and-physicality-play-into-the-sound-of-a-voice/




Porque precisa de um profissional de voz

O marketing digital, com base na conjugação de elementos visuais e auditivos, tornou-se essencial num mundo que funciona cada vez mais online.

Ver e ouvir tem lugar de destaque nas preferências globais de como receber informação, pelo que se procura o sucesso dos vídeos e/ou spots de tv e rádio da sua empresa, saiba que um profissional de voz faz toda a diferença.

Nos vídeos, para conseguir um resultado profissional que reflita os valores da sua empresa, decerto procurará ter imagens com qualidade superior, alguma criatividade e precisão na informação escolhida. A escolha da voz merece o mesmo nível de exigência.

Reforçamos a importância de apostar num profissional de voz (um locutor profissional), pois este tem:

- o conhecimento e treino para trabalhar de acordo com a necessidade de variações de voz no que toca a firmeza, tom, tempo, volume. Tem experiência, e consciência das diferentes amplitudes de projeção de voz e dos estilos que mais se adequam a cada caso;

- uma excelente capacidade de comunicação e competência na leitura, com bons conhecimentos de gramática. Entende a dinâmica e os componentes da voz e do som, e deverá ter um tipo de voz que seja agradável para o seu público-alvo;

- acesso a equipamento de gravação profissional, de alta qualidade, através do qual será possível obter um resultado sonoro claro e sem ruído. Sabe a melhor maneira de utilizar o microfone para um resultado claro, limpo e de qualidade – e ainda pode ter conhecimentos para fazer edição/engenharia do som, ou poderá trabalhar com um alguém especializado nessa área específica;

- a versatilidade para não se limitar a ler o guião, saberá como o interpretar de forma a passar a mensagem de forma autêntica;

- características na voz que a tornam “familiar”, aproximando a mensagem do ouvinte (há inclusive estudos que mostram que a facilidade de memorização de palavras e mensagens é maior quando proferidas por uma voz que nos seja familiar). É por isto benéfico associar uma determinada voz a uma marca, criando um reconhecimento sonoro através da continuada utilização da mesma.

O conjunto destas características únicas num profissional da voz significa que a mensagem sonora será eficaz, o que é essencial na retenção da informação que pretende que passe para a sua audiência.

Temos um variado portfolio de vozes, masculinas e femininas, adequadas a todos os registos, tanto em Português como em múltiplas línguas estrangeiras, que pode verificar no separador “Portfólio”, “Vozes”. Contacte-nos para mais detalhes.

FONTES:
https://www.thevoicerealm.com
http://www.yumyumvideos.com
https://www.daytranslations.com




Dobragem ou legendagem: qual a melhor opção?

Escolher entre o serviço de dobragem e o de legendagem pode ser um desafio. Cada uma destas opções tem os seus prós e contras, e a melhor escolha deverá assentar em diversos fatores. Quer seja para um vídeo cuja locução original esteja noutro idioma, ou em casos em que se queira valorizar os sons/música, poderá ficar com dúvidas sobre a opção mais indicada.
Mas a Voxmedia ajuda a esclarecer.

A legendagem permite que se possa ouvir a língua original, mantendo o som intacto e, por esse motivo, assegurar uma experiência mais “autêntica”.

Outras vantagens que identificamos na legendagem:
- maior rapidez e facilidade de execução, o que permite uma entrega mais rápida,
- a popularidade deste método em plataformas online como o Youtube ou o Vimeo,
- no geral permite responder a um orçamento mais reduzido.

As eventuais desvantagens prendem-se com:
- a limitação do nº de linhas, da sua extensão e do nº de caracteres,
- a dificuldade da sincronia com o áudio,
- a gestão do tempo em que permanecem no ecrã de modo a que seja possível ler sem esforço e ainda permitir visualizar a imagem propriamente dita,
- a eventual distração do espectador relativamente ao conteúdo e ação decorrente no vídeo.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

A dobragem é a gravação áudio de uma tradução para a língua do público-alvo, que, tal como na legendagem, pode sofrer algumas adaptações.

Algumas das mais valias deste serviço:
- quando feito corretamente, o vídeo transmite uma abordagem mais profissional,
- em vídeos com vários oradores torna-se mais fácil e claro seguir o conteúdo com a dobragem, pela utilização de diferentes vozes,
- permite alguns desvios de olhar do ecrã sem comprometer a passagem da informação auditiva,
- muitas pessoas memorizam mais facilmente as mensagens ouvindo-as.

O que podemos apontar como possíveis desvantagens:
- o desajustamento entre a voz e os movimentos labiais que podem desviar a atenção do espectador,
- dependendo da língua de origem e a de tradução/dobragem, poderá requerer que a voz fale mais rápido ou mais devagar do que seria desejável, de modo a que se insira num momento específico do vídeo,
- o espectador deixa de ter acesso às vozes e expressões vocais originais.

Queremos que a sua decisão seja a mais acertada, e por isso estamos à sua inteira disposição para analisarmos caso a caso.




Doenças relacionadas com a voz

Para a maioria de nós, a voz faz parte da nossa identidade e é a nossa forma privilegiada de comunicação. Por vezes prejudicamos a produção de voz a curto ou a longo prazo, em ações como gritar, falar muito, pigarrear ou fumar.

As patologias ligadas à voz podem ser despoletadas por inúmeras causas e quanto mais cedo forem diagnosticadas, melhor. Os tratamentos podem passar por terapia da fala, medicação ou cirurgia. Em situações menos graves, o descanso pode ser a solução.

[A cantora colombiana, Shakira, teve recentemente que cancelar a sua tour devido a hemorragia das cordas vocais, o que pode ser causado pelo esforço contínuo das cordas vocais. Esta situação é mais frequente entre cantores e professores. Repouso até que a lesão fique sarada é o tratamento nestes casos.]

Descubra algumas das doenças mais comuns relacionadas com a voz:
- Laringite (aguda ou crónica): a mais frequente da lista, é uma inflamação da mucosa da laringe e das cordas vocais, de origem infeciosa. Se do tipo agudo, terá uma curta duração (em média cerca de uma semana), e habitualmente é precedida de infeção nas fossas nasais ou faringe. Em caso de laringite crónica, esta será o resultado de uma inflamação prolongada e persistente da mucosa (por vezes durante anos), acontece sobretudo a quem esteja constantemente exposto a factores irritantes como o tabaco, álcool, ambientes com fumo/pó/vapores irritantes, abuso ou má utilização da voz, etc.
- Refluxo faringo-laríngeo: lesão da mucosa da laringe provocada pela subida do ácido do estômago, manifesta-se através de rouquidão, tosse, irritação na garganta, pigarreio.
- Paralisia das cordas vocais: mais frequentemente acontece apenas a uma das cordas vocais, e altera a qualidade da voz, e pode afectar a traqueia e pulmões. Maioritariamente ocorre após cirurgia ao pescoço, devido a traumatismos, infecções, tumores ou doenças neurológicas.
- Cancro da laringe: tumor maligno que como principal sintoma de alerta tem a rouquidão persistente (>2 semanas). O tabaco e o álcool são os principais factores de desenvolvimento da doença.
- Disfonia espasmódica: a qualidade e fluência da voz ficam alteradas por esta doença neurológica em que os músculos sofrem espasmos. Há 3 tipos desta patologia, que pode incidir sobre um ou mais músculos do aparelho vocal.
- Síndrome Bogart-Bacall: uma patologia que resulta da má utilização da voz, e que se traduz numa voz repentinamente demasiado profunda ou áspera, disfonia e fadiga vocal.

Doenças benignas da laringe:
- Nódulos ou pólipos nas cordas vocais: pequenas formações benignas nas cordas vocais, advindas de uma inflamação crónica,
- Edema de Reinke: acumulação de líquido nas pregas vocais, culminando em rouquidão, falhas vocais, sensação de corpo estranho na garganta.
- Papilomatose laríngea: doença rara que ocorre sobretudo em crianças ou jovens adultos, é causada pela infeção do papiloma humano na laringe. Rouquidão e falta de ar são sinais de alerta.

Esteja alerta aos sintomas, fale com o seu médico em caso de alguma dúvida, e lembre-se: a voz é um bem precioso!




Marketing: a importância da voz

Para uma marca comunicar eficazmente e ser bem-sucedida, terá que encontrar o seu tom de voz.

O tom de voz de uma marca é o modo como cada negócio comunica. É algo metafórico, mas se a estratégia for corretamente delineada, permitirá uma coesão entre os diversos meios de comunicação, traduzindo o estilo único que a diferencia da concorrência. Trata-se de definir a “personalidade” da marca e adaptá-la aos mais diferentes suportes: dos cartões-de-visita aos websites; das publicações nas redes sociais aos e-mails; da música que toca enquanto o cliente espera que atendam a chamada, às ações em público – resumindo, em tudo o que seja visível e que comunique a marca.

Vejamos como as escolhas de tom de voz são determinantes.
Falemos da Google, com um tom acessível, amistoso, fácil de entender. Ou da Apple, com um tom que apela ao design, à inovação, à funcionalidade, e que é visualmente atrativo.
Estas marcas usam a sua voz para seu próprio benefício a diversos níveis: desde cativar novos clientes, a captar novos trabalhadores ou investidores, mantendo a sua linguagem em todos os canais.

Para definir o tom de voz mais adequado a um negócio, é necessário:
- um perfeito entendimento da empresa/marca, do seu valor, missão e posicionamento;
- definir corretamente o público-alvo, para desenhar a estratégia de como chegar até ele;
- esboçar uma “história” com uma voz coesa e transversal a todas as plataformas;
- manter o tom de voz na interação com o cliente, mas também internamente.

O tom de voz é como o ADN de uma marca, e se mantido de modo consistente e desenvolvido ao longo do tempo, será a base que trará ao cliente a noção de ser respeitável, fidedigna, estável, em meros segundos.

Em termos de logotipo auditivo, como escolher o que mais se adequa para comunicar em vídeos ou em spots de tv/rádio? Mais uma vez é a estratégia de comunicação de cada marca e a sua “brand voice” que permitirá fazer a seleção perfeita. Teremos todo o gosto em ajudar!




Anatomia da voz: como funciona a produção vocal

Todos os dias utilizamos a nossa voz de tanta forma e para tantos fins, sem sequer nos lembrarmos de todo o processo necessário a que tal aconteça. Vejamos como funciona o nosso corpo no que diz respeito à produção de voz…

A composição:
O aparelho fonador pode ser dividido em 3 partes:
- articulatória (língua, faringe, nariz, lábios, dentes),
- fonatória (laringe, onde se encontram as cordas vocais),
- respiratória (traqueia, pulmões, brônquios e diafragma).

O percurso:
O ar inspirado, e posteriormente expelido dos pulmões através dos brônquios, entra na traqueia e chega à laringe, onde, ao atravessar a glote, encontra o primeiro obstáculo à sua passagem.
A glote, que fica na zona da maçã-de-adão, é a abertura entre duas pregas musculares das paredes superiores da laringe, conhecidas como cordas vocais. O fluxo de ar pode encontrá-la fechada ou aberta, consoante estejam aproximados ou afastados os limites dessas pregas. Se fechada, o ar força a passagem através das pregas vocais tensas, fazendo-as vibrar e produzir o som característico das articulações sonoras. Se aberta, o ar passa sem vibrações laríngeas.

(VIdeo cordas vocais: https://www.youtube.com/watch?v=l2ON3-s83Js)

Ao sair da laringe, a corrente expiratória entra na cavidade faríngea, e depara-se com duas vias de acesso ao exterior: o canal bucal e o nasal.
A separar esses dois canais está o véu palatino ou palato mole, órgão parcialmente móvel que é capaz de obstruir ou não a entrada do ar na cavidade nasal - e assim determinar a natureza oral ou nasal de um som.
Quando adota uma posição mais elevada, o véu palatino cola-se à parede posterior da faringe e deixa livre apenas o trato bucal. Quando se encontra mais para baixo, o véu palatino deixa ambas as passagens livres.
A corrente expiratória divide-se, e uma parte dela é escoada através das fossas nasais, onde adquire a ressonância característica das articulações nasais (palavras com som “anasalado”).
O som produzido é ampliado e modificado pelas cavidades de ressonância (faringe, cavidade bucal, cavidade nasal e seios perinasais) e pelos órgãos de articulação (lábios, dentes, maxilares, língua, palato duro e mole) que cooperam para a articulação de consoantes e vogais que nos permite comunicar verbalmente.


Porque é que apenas os humanos conseguem falar?
Deve-se à nossa anatomia e às suas características que o possibilitam: a postura vertical do corpo, o ângulo de 90º entre a faringe e a boca, o maior comprimento da faringe, a posição posterior da língua, o tamanho e complexidade do cérebro.

É este o instrumento de trabalho dos nossos locutores. Complexo, não é?




Vídeos: tendências

Sabia que com a facilidade na visualização de vídeos através dos telemóveis, estima-se que o tráfico de vídeo na internet corresponderá a 80% do tráfico diário dos consumidores num prazo de 4 anos? Esta tendência está a alterar o modo de comunicar entre empresas e clientes e a tornar-se um elemento fulcral na estratégia de marketing empresarial.
O vídeo ocupa cada vez mais um lugar de destaque no que diz respeito a formas de comunicar, e temos assistido a algumas tendências neste campo:

- Gravação de vídeos para todos: as pessoas querem assistir mas também fazer os seus próprios vídeos (o Facebook Live é um exemplo de como consumir e produzir podem andar de mãos dadas), todos se tornam videomakers;

- Vídeos em direto: em várias plataformas e redes sociais, cada vez com mais adeptos, vão desde a gravação de eventos a sessões de perguntas e respostas em tempo real;

- Vídeos de curta duração e com validade, do tipo “stories”: pequenas gravações com prazo para expirar e deixarem de poder ser assistidas – como têm tempo limitado, levam a uma maior adesão pela sensação de “urgência” (e que faz também com que os utilizadores estejam mais atentos para não perderem nenhuma oportunidade);

- Vídeos em formato quadrado: apesar de ocuparem bastante mais espaço no Facebook que os seus parentes em formato retangular, conseguem ter maior engagement;

- Funcionalidade dos vídeos: são meios de marketing, mas também ferramenta de aprendizagem em áreas bastante diversificadas;

- Planeamento dos vídeos: cada vez mais é necessário que um vídeo destinado às redes sociais seja pensado e preparado para ser visto num telemóvel. O conteúdo e estratégia adotados deverão ser de qualidade, pois de outro modo não irá sobressair ou distinguir-se da concorrência;

- Gestão dos vídeos: sendo que as estatísticas dizem que os vídeos criam uma ligação com os potenciais consumidores conduzindo-os a comportamentos de compra, torna-se pertinente investir nos mesmos, apostando na sua presença nas redes ou plataformas.


Assista agora a 3 bons exemplos de vídeos institucionais:

- KMED Europa: https://www.youtube.com/watch?v=vd9Rs3-Uy0Q&t=49s
- Interpass Saúde: https://www.youtube.com/watch?v=YZOgNHynStA&t=1s
- 7 Colinas Concept: https://www.youtube.com/watch?v=MzmZR3X0olQ

Conte connosco para criarmos o vídeo perfeito para o seu negócio!




Qualidades da voz

A voz nasce através do ar que vem dos pulmões e que quando chega à laringe faz com que haja vibração nas cordas vocais.

Ela tem características variáveis, que podem ser trabalhadas através de exercícios específicos, habitualmente utilizados por profissionais da voz (como cantores, atores, professores, advogados, etc…).

Listamos as principais qualidades da voz:

- Tom/Frequência: de mais agudo a mais grave, está relacionado com o comprimento e grau de tensão das cordas vocais aquando da produção de som. Ele varia e traduz emoções como raiva ou felicidade. Em algumas das atividades da voz falada, como a leitura, o grito, a voz projetada, o tom varia e eleva-se. A estas modificações momentâneas dá-se o nome de “entoação”;

- Intensidade: o volume, que depende da força da corrente de ar que chega dos pulmões e que atua como uma gaita-de-foles acionada pelos músculos respiratórios. A intensidade varia desde o murmurar quase inaudível até ao grito ensurdecedor;

- Timbre: é a identidade vocal, diferente de pessoa para pessoa, é a transformação e modelagem do som pela laringe e cavidades de ressonância. Há quem o apelide de “cor da voz". Está dependente do modo de falar, da forma anatómica das fossas nasais, bem como dos restantes elementos que influenciam a articulação dos sons (lábios, bochechas, dentes, língua, etc…). Há fatores genéticos que fazem com que pessoas da mesma família possam ter timbres parecidos.

A fala é o modo como os seres humanos utilizam a linguagem para comunicar. A fala depende da respiração, da qualidade e características da voz produzida pela laringe, da ressonância e da articulação feita ao nível da língua, dentes, palatos e mandíbula (ver também http://www.voxmedia.pt/en/dicas.php?id=2).

Tudo isto é relevante na seleção de uma voz com que nos identifiquemos ou na associação da voz a uma personagem. Não concordam?




Maleitas de outono - Cuide da voz

Cada vez surgem mais estudos que comprovam a importância da alimentação na nossa saúde, e que devemos optar por uma alimentação saudável de modo a prevenir ou a recuperar de doenças.

Agora que as temperaturas começam a baixar e já nos despedimos do Verão, o Outono poderá apanhar-nos desprevenidos e a nossa garganta dá logo sinal – sensação de dor ou ardor, que indicam a presença de inflamação ou até de infeção. E se trabalha com a voz, sabe quão importante é manter uma alimentação cuidada para conseguir estar aquelas horas a falar, gravar aquele anúncio ou fazer aquela apresentação.

Saiba que alimentos deve privilegiar e quais deve rejeitar, de modo a recuperar mais rapidamente:

1. Coma mais alimentos frescos como frutas e legumes.
Dê especial importância aos que têm maior quantidade de vitamina C (morango, laranja, kiwi, couve flor, brócolos, pimentos…); vitamina A, encontrada em fígado, cenoura, espinafres; e vitamina E (azeite, nozes, avelãs, amêndoas, abacate…).
A vitamina C fortalecerá o seu sistema imunitário, é antioxidante, reconhecida pela sua eficácia contra sintomas gripais e facilita a absorção do ferro. A vitamina A é bastante importante para a saúde ocular, para o equilíbrio da pele e mucosas e ainda tem funções protetoras contra doenças infeciosas.
Por último, a vitamina E tem propriedades antioxidantes que contribuem para o fortalecimento do sistema imunológico. A par disto, não se esqueça da hidratação e beba muita água e/ou chá (no caso de ter dor de garganta opte por chá de limão, de gengibre, de alcaçuz, de manjericão ou de cebola, podendo adoçar com mel).

2. Não coma alimentos processados.
Evite alimentos com altos níveis de açúcar e de hidratos de carbono, como bolos, bolachas, biscoitos.
Evite ainda óleos vegetais (de girassol, soja ou milho), e por isso todo o tipo de fritos nestas gorduras, bem como margarina e outros produtos que contenham gordura vegetal hidrogenada ou parcialmente hidrogenada. Este tipo de alimentos foi identificado como sendo favorável ao desenvolvimento de inflamações, devendo ser consumidos com moderação.

Uma alimentação adequada poderá ser decisiva para a saúde da sua voz!




DIA MUNDIAL DA VOZ | A voz, a nossa voz. Damos voz, temos uma voz.

Em tom de comemoração do Dia Mundial da Voz, a 16 de abril, partilhamos alguns alertas, eventos e conselhos.

Quando falamos em voz, relembramos algumas das vozes que marcaram a nossa memória, a nossa avó, o raspanete da mãe, atores ou cantores preferidos.
Quem não reconheceria , quase de forma imediata o Morgan Freeman, o Elvis Presley, a Aretha Franklin ou o Frank Sinatra?

Mas nem só os cantores e atores, comerciais ou professores precisam cuidar da voz. Todos nós devíamos cuidar da nossa voz, tal como cuidamos do resto do corpo. A voz é um dos principais elementos que nos identifica e nos permite comunicar com o mundo, por isso devemos dar-lhe a atenção que merece.
Segundo estudos da Academia Americana de Otorrinolaringologia, cerca de 7 milhões de americanos têm algum tipo de problema na voz.

Saiba como prevenir muitos deles e como cuidar da sua voz.
1. Cuidados com a saúde em geral mas em particular com a voz incluem evitar bebidas alcoólicas, com cafeína ou gaseificadas.
2. Não fume.
3. Alguns profissionais da fala sugerem que ao ingerir bebidas demasiado frias ou demasiado quentes, as deixemos ambientar na boca antes de engolir.
4. Faça pausas durante o dia, entre os períodos em que não tem de falar evite ambientes barulhentos e ruidosos que o obrigue a falar mais alto.
5. Evitar gritar ou sussurrar durante muito tempo.
6. Beba muita água. Mantenha-se hidratado durante o dia ingerindo pequenas quantidades de água de forma regular.
7. Poupe a voz em caso de alergia ou constipação. O esforço adicional provocará atrasos na recuperação das cordas vocais.
8. Evite ambientes secos. Tente evitar o ar condicionado demasiado forte ou demasiado perto de si.
9. Aprenda a controlar a respiração. As pausas nas frases são tão importantes como o que diz.
10. Fale pausadamente para conseguir nivelar o tom de voz e o esforço das cordas vocais.
11. Bocejar, exercícios de aquecimento de voz são bons truques para exercitar as cordas vocais (não em demasia!). Caso note que precisa de "limpar" a garganta mais frequentemente do que o habitual, aconselhe-se com um médico. Pode ser um indício de algo mais, tal como uma constipação, um episódio alérgico, cansaço, etc.


Sinais de alerta a ter em conta
• Alterações na voz
• Tosse frequente
• Alterações no timbre da voz ou dificuldade em colocar a voz
• Pigarreia ou rouquidão com frequência

Deixamos algumas ações a ser levadas a cabo pelo país e informações adicionais, nomeadamente sinais de alerta da Associação Portuguesa dos Terapeutas da Fala:

• http://www.tsf.pt/sociedade/saude/interior/prepare-a-sua-voz-esta-ai-o-primeiro-rastreio-nacional-6214944.html
• http://www.dnoticias.pt/5-sentidos/debate-assinala-dia-mundial-da-voz-na-madeira-GX1213181
• http://infocul.pt/cultura/gda-abre-rastreio-artistico-populacao
• https://www.dropbox.com/s/tkilkz5ktvhstji/Dia%20Mundial%20Voz%202016%20-%20Folheto%20Informativo.pdf?dl=0




A voz e as folias carnavalescas

Uma imagem vale mais que mil palavras.
Mas na Voxmedia acreditamos que o tom de voz vale mais do que qualquer palavra.
Use o tom certo para cada disfarce, protegendo a sua voz.

Qual a personagem - política, social ou fictícia - que encarna este ano?

A tradicional matrafona ou o Donald Trump é a figura do Carnaval?
Vamos caricaturar os nossos políticos ou o Super Homem é sempre aposta ganha?

Partilhe connosco a particularidade vocal dessa personagem e como se preparou para estes dias.

Não se esqueça:
- Hidrate bem as cordas vocais,
- Evite tons estridentes,
- Proteja a garganta do frio,
- Evite bebidas demasiado geladas.

Divirtam-se! ;)




PARCERIA APAVT

A Voxmedia celebra protocolo com APAVT (www.apavtnet.pt) oferecendo condições especiais aos seus associados.

Algumas notas importantes:

1. Pelo presente protocolo a Voxmedia compromete-se disponibilizar aos Associados APAVT os serviços indicados no Anexo I ao presente protocolo com condições especiais;
2. Para usufruir das condições em causa o Associado APAVT ao contactar a Voxmedia deverá apresentar comprovativo de Associado APAVT.

Para mais informações contacte a Voxmedia através do 21 470 20 00 ou do email comercial@voxmedia.pt.

Ficamos à sua espera!




Dia 16 comemora-se o Dia Mundial da Voz!

Este é um dia que nos "toca" especialmente, pois a par com a música, a voz completa o instrumento chave da comunicação de uma empresa ou marca.

A voz é um instrumento de trabalho de professores, locutores, jornalistas, assistentes comerciais, assistentes de call center, entre muitas outras profissões.
O uso diário e constante torna-a alvo de esquecimento.
Tal como precisamos manter uma dieta equilibrada e combater o sedentarismo, devemos cuidar da nossa voz.

Nesse âmbito diversas entidades chamam a atenção para os cuidados a ter com a sua voz.
Não descure esse elemento fulcral da sua atividade e da sua identidade - pessoal e profissional.

http://bit.ly/Dia-Mundial-Voz-Cuf
http://bit.ly/Dia-Mundial-Voz-CHLN
http://bit.ly/Dia-Mundial-Voz-Pav-Conhecimento
http://bit.ly/Dia-Mundial-Voz-Workshop

Saiba mais sobre a sua voz, aprenda a cuidar dela e a utilizá-la devidamente.




Negócio de um atendimento personalizado

O atendimento telefónico é hoje em dia importante no ramo do negócio, e é pelo atendimento personalizado que se consegue criar a primeira impressão.

Numa dica anterior, já deixámos algumas palavras que são estritamente proibido mencionarem. Recordam-se?
bit.ly/Voxmedia_Dicas


Deixamos algumas sugestões de alteração do discurso para tornar a interação mais positiva.

O QUE NÃO DEVE DIZER:
1. Quem fala?; Quem é?...
2. Não deslige!
3. Quer esperar ou volta a telefonar?
4. Fechámos há 5 minutos…
5. O que é?
6. Ele saiu…
7. Não compreendo nada….o que disse?

SUBSTITUA POR ESTAS EXPRESSÕES:
1. Quem devo anunciar?
2. Só um momento por favor.
3. Pretende esperar ou pode voltar a telefonar dentro de instantes?
4. Peço desculpa, mas acabamos de fechar. Posso voltar a contactar amanha?
5. O que deseja?; Pode dizer-me qual o assunto?
6. O srº ABC não está de momento. Quer deixar mensagem?
7. Desculpe, importa-se de repetir, há interferência na chamada; não se importa de repetir por favor?

São pequenos detalhes que fazem toda a diferença.




Ainda não sabe exatamente o que é a Espera Telefónica Personalizada?

Sabe que a Espera Telefónica Personalizada pode ser vantajosa para a sua empresa mas ainda tem dúvidas?

Tem atendimento telefónico na sua empresa?
Pois bem, trata-se de otimizar esse canal de forma a chegar ao seu público-alvo (público-alvo é um tema que trataremos nas próximas dicas. Fique atento.)

Para já, podemos encaminhá-lo para o nosso glossário:
www.voxmedia.pt/glossario_atendimento_telefonico.php

Serviços/produtos:
• Espera telefónica personalizada

A Espera Telefónica Personalizada aproveita o tempo e a atenção do seu cliente naqueles momentos em que ele ligou para a sua empresa e aguarda ao telefone. Ao invés do silêncio o cliente ouve músicas e mensagens, feitas especialmente para seu negócio, onde fala sobre a sua empresa, vende os seus produtos, anuncia lançamentos, promoções, etc.

Ainda com dúvidas sobre a eficiência deste serviço?
Espreite, ou melhor, ouça aqui:
http://www.voxmedia.pt/portfolio.php

Para esclarecer qualquer dúvida que permaneça pode sempre contactar a Voxmedia!
21 470 20 00
info@voxmedia.pt




Algumas dicas para evitar irritar o cliente!

Quando falamos em marketing, falamos em tudo o que rodeia o marketing!

A forma como comunicamos, como apresentamos o nosso produto, como nos transportamos para a imaginação dos clientes e como conseguimos evitar certos comportamentos que não queremos que nos definam, tudo é relevante.

A sustentabilidade da relação entre cliente/fornecedor deve ser considerada prioritária, caso contrário, não há oportunidades de vendas!

Algumas dicas para evitar irritar o cliente:
1. Atender sempre com boa disposição.
O cliente precisa de saber com quem realmente pode contar e uma relação de confiança é baseada (também) na disposição de quem atende o cliente. E o facto de estar do outro lado do telefone não pode ser justificação para não garantir um atendimento de elevada qualidade e simpatia.

2. Qualidade vs Quantidade.
Atender bem VS atender rapidamente para "despachar". O cliente percebe se é mais um número ou se do outro lado do telefone está alguém verdadeiramente interessado em responder ao pedido.

3. Conter a calma caso surja um tom de discussão.
Saber dialogar em caso de conflito é imprescindível e deve ser o primeiro pensamento a ter em conta. Aproveite a distância a seu favor. Pequenos truques como segurar uma caneta, escrever numa folha de papel, respirar calmamente podem ajudar a responder ao seu cliente.

4. Antecipar situações que possam irritar o cliente/interlocutor.
Ninguém tem o dom de prever o futuro, mas com alguma preparação é possível evitar situações menos agradáveis, ou pelo menos, apresentar uma solução de imediato. É preciso que a empresa demonstre e se esforce por criar um relacionamento transparente para com os seus clientes (ou qualquer outro interlocutor).

Recorda-se de alguma situação mais complicada mas que tenha conseguido resolver?
Partilhe connosco!

A Voxmedia é especialista em atendimento telefónico peça-nos um orçamento em www.voxmedia.pt/contact.php




O tom de voz no tom da marca

No marketing auditivo, a voz é considerado como elemento principal. Mas a forma como ela é usada e o conteúdo que identifica a sua marca são igualmente relevantes.

Por isso, todo o cuidado é pouco para não gerar mal entendidos e, mesmo que domine os conteúdos da sua empresa, o saber não ocupa lugar.

Acertar no tom de voz é essencial para que o cliente que está a ouvir (através do anúncio de rádio ou ao telefone) saiba distinguir diferentes situações. Queremos também que ele se sinta envolvido pelo ambiente da marca e pelas vozes que ouve, recriando no seu imaginário as mensagens que queremos transmitir. A nossa imaginação é fértil o suficiente para conseguirmos decifrar mensagens intermináveis! Temos de ser criativos no uso da voz (da marca e dos interlocutores).

Agora tome nota de algumas dicas sobre como identificar o tom de voz certo para atingir o seu fim!
1. Diferencie-se através da voz. Use e abuse da imaginação.
Em mercados cheios de ofertas semelhantes, tente destacar a sua forma de se apresentar. A sua forma de comunicar deve ser única!

2. Atacar os diferentes públicos-alvo.
Determine como falar com pessoas diferentes. Adapte seu conteúdo a cada situação e a cada contexto.

3. Adicione um toque de ânimo.
Calibrar o tom de voz não é tão simples quanto possa parecer, pois cada público espera diferentes respostas. Um tom de voz entusiasta e disponível é "meio caminho andado" para o sucesso e de um tom de voz que se faça notar em cada anúncio!

O tom de voz do interlocutor pretende personificar o tom de voz da marca. Não é uma técnica, é antes uma forma de representar personalidades.

Que voz se adequaria à sua marca?
www.voxmedia.pt/portugues.php




A importância do atendimento personalizado no seu negócio

O atendimento telefónico é, mesmo hoje em dia, um importante apoio em qualquer negócio. É no atendimento telefónico personalizado que se consegue construir a impressão certa no cliente e criar a expectativa correcta.

Tenha em atenção alguns truques de linguagem que influenciam a disposição de quem está do outro lado.

Se tiver outras dicas, deixe-nos as suas.


Que palavras e expressões NÃO usar?

PALAVRAS A NÃO USAR
Problema, Inoportuno, Avariado, Difícil, Barato/Caro

NEGAÇÕES
Não, Nunca, Nenhuma, Desconheço, Não sei

TERMOS TÉCNICOS
Mailing, Newsletter

DIMINUTIVOS
Momentinho, Bocadinho

HIPÉRBOLES
Extraordinário, Fantástico, Magnífico

HESITAÇÕES
Talvez, Penso que...

INFORMALIDADES e CALÃO
Ele saiu, Não 'tá, tchau,

INTERJEIÇÕES
Pois, Ummm

Lembra-se de outras? Quais?




Truques para um Atendimento Telefónico mais eficiente

O Atendimento Telefónico deixa transparecer a nossa disposição.
Acreditar que o telefone é um escudo gera má comunicação.

Não deixe que a educação fique na barreira telefónica. Por outro lado, algum tipo de desorganização pode dar má imagem e prejudicar a conversação, pois quem está do outro lado vai interpretar as suas hesitações, os seus compassos de espera como má preparação, má informação, mau profissional e, em último caso, gera desconfiança na empresa.

Deixamos algumas dicas que usamos em qualquer conversação presencial mas que, por vezes, nos esquecemos ao telefone.

- Utilizar as regras da boa educação ajuda a tornar a comunicação mais efectiva e a oferecer um atendimento telefónico mais satisfatório a quem está do outro lado.

- Perguntar o nome da pessoa com quem estamos a falar e tratar a pessoa pelo nome.

- Tenha sempre papel e caneta perto de si, assim pode apontar informações úteis para evitar esquecimentos, perguntas repetidas e irritações desnecessárias.

- Reúna toda a informação necessária para o seu telefonema. Com isso evita repetir telefonemas, perder tempo e dinheiro.

- Se necessário, peça ao interlocutor ou cliente para aguardar um pouco. Explique que irá reunir toda a informação necessária ao correcto tratamento do telefonema.

- Quando efectua um telefonema, é natural que não consigo logo chegar a quem precisa. Prepara uma mensagem objectiva e clara sobre a razão do seu telefonema para que o interlocutor possa retornar a chamada.

- Se estiver com várias tarefas entre mãos, lembre-se que quem lhe ligou não sabe disso. Explique a situação de forma educada e ofereça-se para retornar a chamada mais tarde.

- Se durante uma chamada tem que pedir ao interlocutor para aguardar em linha, informe-o do compasso de espera e, caso a espera se prolongue, tire uns segundos para reforçar que a chamada ainda está em linha e que não foi esquecida.

- Ao terminar uma chamada, seja igualmente cortês. A gradeça a chamda. Garanta que tratará do assunto. Aguarde uns segundos antes de desligar o telefone.


Se prefere complementar o atendimento telefónico do assistente da sua empresa, a espera telefónica personalizada é a solução que procura.
Saiba mais aqui: http://www.voxmedia.pt/espera_telefonica_personalizada.php




DIA MUNDIAL DA VOZ a 16 de Abril

DIA MUNDIAL DA VOZ

Desde 2003 que se celebra o Dia Mundial Da Voz. O objectivo é alertar para a importância da voz e dos cuidados necessários para a preservar.

Pretende-se consciencializar a população em geral para o facto da voz precisar de tanta atenção como qualquer orgão do corpo humano. E que muitas vezes nos esquecemos disso.

Voice Matters. A Voz importa.


Se seguirem o mapa no ebsite oficial (http://world-voice-day.org) encontram eventos em Portugal, nomeadamente no hospital Egas Moniz, British Hospital e outros.
Está também em destaque a criação do TvVoice Channel no youtube responsabilidade de dois terapeutas da fala numa parceria luso-chilena. Saiba mais aqui: https://www.facebook.com/tvvoice

Podem ver mais eventos aqui: http://www.sol.pt/noticia/386097
São rastreios levados a cabos por médicos especialistas e para os quais contribuem artistas de várias performances, que pretendem chamar a atenção para os cuidados a ter com a voz e para a importância de um diagnóstico precoce.

Porque a voz importa. Porque a voz é a nossa "impressão digital auditiva" e devemos cuidar dela.
E você, o que faz para cuidar da sua voz?

#VoiceDay




Voxmedia premiada pela Associação europeia de Marketing Auditivo

A AMA EUROPE (http://www.amaeurope.org/) é uma associação que representa a indústria de Audio Marketing (ou Marketing Auditivo) na Europa. A Voxmedia é associada e participou nos últimos prémios organizados pela associação.

The Audibles (http://www.theaudibles.eu/) é um evento que promove o networking e a criação de sinergias entre todos os membros da AMA Europe, mas premeia também os melhores projectos europeus em termos ténicos, de criatividade e de excelência.
As categorias são:
• Script mais Criativo
• A produção comercial (em loja e em espera) mais eficiente
• Melhor Audio para Call Centre
• Best Out-Take (a ser avaliada durante a gala de entrega)

A Voxmedia concorreu com 3 projectos e num deles foi premiada.

O prémio Runner Up para Melhor Call Center Audio foi para a produção Dolce Vita Shopping Centers. A mensagem de espera utilizou como música de background o jingle da marca.

Ouça aqui: https://soundcloud.com/voxmedia/dolce-vita-runner-up-best-call-center-audio-by-ama-europe

Ou no nosso portfolio, em Espera Telefónica.
http://www.voxmedia.pt/portfolio.php




Marketing Auditivo

Há anos que se estuda o marketing auditivo ou o audiomarketing. Mas esta é já uma estratégia muito explorada e bem-sucedida.

Já entrou numa loja de roupa e prestou atenção à música?
Já ligou para algum serviço ou empresa e ficou a tomar atenção ao que lhe é dito ao telefone ou à música que fica a tocar?
Isso é marketing auditivo!

____________ ALGUNS DADOS --------------
MUSICA EM LOJA
A música frenética da moda nas lojas de roupa demonstrou promover as vendas por influenciar a compra por impulso.
O facto de nos descontrair e distrair, deixa-nos mais irreflectidos, logo, mais aptos a decisões por impulso.

JINGLES
A associação à marca de uma marca facilita que nos lembremos dela, logo, no acto da compra, decidimos mais facilmente por essa marca.

SONS EM ZONAS COMERCIAIS
A utilização de sons sugestivos promove a compra de determinado produto.
O som do mar junto dos produtos de peixaria promove a sua compra.

Está provada a influência psicológica dos sons nos nossos hábitos de compra.
Porque haveremos de a ignorar?




Dicas para uma voz saudável e bem colocada

O cuidar da voz não é o suficiente para apresentar uma voz que fique no ouvido, é também preciso afinar e preservar o melhor da sua voz.

Mas também não é necessário que seja cantor profissional para preservar a sua voz. Profissões que implicam a exposição pública como o ensino ou áreas comerciais obrigam ao uso excessivo da voz.
Se não cuidar dela, quem cuidará?


Para quem não sabe, os frutos fazem bem à sua voz, não apenas à silhueta!

Para se manter afinado ingira porções de maçã e frutas cítricas (laranjas, limões, toranja, tangerinas). Coma mais verduras e frutas, sempre mastigando bem para facilitar a digestão e facilitar a movimentação do diafragma.

Pastilhas e sprays até dão sensação de alívio durante o uso da voz, mas devem ser evitados pois dão sensações monetâneas de alívio que agravam potenciais lesões ou inflamações.

Tabaco: ingrediente a ser descartado definitivamente da ementa! Não só prejudica a sua saúde como a sua voz.
Mas isto não é tudo. Exercícos de afinação da voz também fazem parte dos cuidados a ter. Não tenha receio de soltar a voz para uma voz mais nítida e saudável.

Afinar a voz não quer dizer que tenha que saber ou perceber de música. E se tiver em sua casa um videojogo chamado Singstar pode desconfiar do que falamos.

Experimente e diga-nos se funcionou.




Dicas para evitar erros em vídeos institucionais


Já se mostrou e apresentou como fazer vídeos institucionais eficientes e competentes, agora os erros a evitar também devem ser tema.

Mas antes demais é importante realçar que este tipo de vídeo é bastante útil dentro das estratégias de marketing de qualquer empresa e alguns cuidados devem ser tomados na hora da sua produção para que ele não seja um fracasso, daí ser importante dar a conhecer os erros a evitar para que não seja fracasso mas sim sucesso!

Fazer um vídeo sem ajuda de profissionais pode ser um autêntico fracasso, existem profissionais que sabem como chamar a atenção do público-alvo que pretende e podem ajudar a traduzir as necessidades da sua empresa e a cortar o que não deve inserir no seu vídeo institucional.

O tempo de duração:

Um cliente não quer ver um vídeo com 3 ou 5 minutos para que apenas nos últimos 30 segundos se apresente a empresa e o seu propósito no mercado. Esse tipo de vídeo só vai fazer adormecer o seu cliente. Seja breve e directo, claro e conciso transmitindo claramente os valores da sua empresa.

Incluir música apelativa é um elemento chave no sucesso do seu vídeo institucional. Combine da melhor forma a música, o discurso e a imagem.




A importância da marca sonora

“Com esta nova identidade, a BMW alcança um reconhecimento sonoro que reflete de forma perfeita a modernidade, a estética e o dinamismo da marca”, explica Joachim Blickhäuser, diretor de identidade do Grupo BMW.

Excerto de: http://imagensdemarca.sapo.pt/atualidade/conheca-a-nova-identidade-sonora-da-bmw/

A importância da imagem de marca já todos sabemos identificar. O elemento básico que representa essa preocupação e prioridade em qualquer empresa é o logótipo.

Em termos de som, a relevância de um elemento que marque e fique na memória do público-alvo de uma marca não é menor. As grandes marcas com avultados orçamentos sabem-no e investem, mas na realidade essa é uma técnica à mão de qualquer empresa. Basta que procure no sítio certo.

O banco de músicas da Voxmedia pode ser a resposta. Passe pelo Youtube e veja a importância do som no impacto que qualquer imagem tem em si. Não descure a influência que pode ter.

Por um lado, pode ter efeitos a curto prazo: tornar mais agradável o contacto com a marca, facilitando o seu reconhecimento. A médio prazo, a marca ganha um espaço na mente do consumidor também através do som que a caracteriza/identifica. Isso torna a marca mais forte.

Um estúdio pode dar-lhe os instrumentos mas não o know-how de marketing necessário para ajustar a mensagem certa, na música/som ideal para a sua empresa e sector de mercado.




O QUE É O COPYRIGHT

O QUE É O COPYRIGHT
Direitos do autor responderá o leitor. Mas a resposta correcta não é assim tão linear.

Copyright traduzido à letra é o direito à cópia. Essa denominação não é sinónimo de direitos de autor. Se dum lado se protege o produto, do outro protege-se o autor/criador da obra em si.

Copyright é, então, uma mesma expressão para diferentes actos de protecção de uma criação. E a expressão difere do Sistema Europeu para o Sistema Americano.
Na Europa, assume-se uma postura ética e, quase poética, de atribuição da obra a um autor.
Na vertente americana, é tida em conta a óptica económica, onde o autor decide se a sua obra pode ser copiada, exposta, divulgada, utilizada ou veiculada.

Em qualquer dos casos, o autor pode permitir uso e usufruto da sua obra pela sociedade.
Assim o copyright gera diferentes contextos e conotações, que na realidade servem a mentalidade de estrutura económica do Velho e do Novo Mundo.




SPOT DE RÁDIO - Será que precisa? Será que faz sentido?

Se tem uma mensagem relevante para transmitir e já decidiu que precisa de ser dinâmica e ter efeitos quase imediatos, aconselhamos a experimentar um spot de rádio.

Conhece as vantagens de um spot de rádio?
Imensas!

Comece por pensar como é o consumo de rádio, bem diferente do consumo televisivo.

Nos dias que correm a maioria das pessoas que ouve rádio, ouve no trânsito ou no trabalho enquanto desempenha as suas tarefas.

Os spots de rádio que passam na transmissão são um complemento do conjunto sonoro que faz parte da nossa companhia virtual.

Em contraposição aos anúncios televisivos cujos momentos de publicidade são motivo para passarmos à frente, mudarmos de canal ou distrair-mo-nos.

No seu spot de rádio garante que a atenção está ali e q o ouvinte retém a mensagem, principalmente se ela for transmitida de forma interessante e apelativa.

Use e abuse da sua criatividade ou da sua equipa criativa e capte interessados.
Faça com que o ouvinte queira saber o que tem para dizer.

O spot de rádio deve ser curto, incisivo, apelativo, ter uma música que fique no ouvido, um texto que seja claro e diga exactamente o que quer dizer.

Mas precisa de alguns especialistas.
Quer dizer, se quiser mesmo ter sucesso com o seu spot de rádio, pode aconselhar-se com profissionais de agências de comunicação ou especializadas em audiomarketing, como a Voxmedia.

Ora senão veja.
O recurso a locutores profissionais, cujas vozes dão alma ao texto escrito por criativos especializados, produção em estúdios digitais e o recurso a músicas profissionais livres de direitos de autor garante que o seu anúncio vai ser um sucesso.

Mas falta ainda um último elemento.
A mensagem, o texto, o que vive pela voz do locutor (famoso ou não) é o toque de classe final.
De classe, ou de sucesso.

Para tal... saiba decifrar do que falam os profissionais.

O que é a Sonoplastia?
(do Latin. sono= som + Gr. plastós, modelado)
"união de sons - músicas e ambientes

A sonoplastia é amplamente utilizada em todos os recursos audiovisuais que conhecemos, Teatro, Cinema, Rádio, TV,Internet,etc.

Sonoplasta
Profissional que capta, cria, edita e selecciona os sons necessários ao projecto audiovisual.

Locutor
Profissional que verbaliza conteúdos textuais, visuais, sonoros.

Fonte de Imagem:
http://old-photos.blogspot.pt/2013/03/portable-radio.html




Audio Marketing Association - Europe (AMA).

Há 10 anos a dar voz às empresas portuguesas, a Voxmedia tomou uma nova voz, a voz da Audio Marketing Association - Europe (AMA).

Esta é uma Associação Europeia que pretende regular e apoiar o sector da indústria do marketing auditivo. A AMA é responsável por representar, também, os interesses dos clientes do audio branding de forma a garantir a qualidade dos serviços e o padrão de qualidade da indústria.
O código de conduta pelo qual nos regemos tem como principal interessado o cliente do marketing auditivo.


A Voxmedia faz parte de uma área de negócio - marketing auditivo - pouco divulgada. É importante integrar uma Associação Europeia porque facilita a compreensão dos mercados, dos clientes e fornecedores de diferentes países. A Voxmedia investe num mindset global e tem o ADN certo para impulsionar o sector do marketing auditivo. É por isso que é muito bem vinda à AMA Europe.
pela direcção da AMA.

Visite-nos em www.voxmedia.pt e desfrute de uma nova experiência.




NOVO ROSTO, A MESMA VOZ.

Este é o mote que lança o novo site da Voxmedia.

Comemorados os 10 anos, a celebração repercute-se numa nova imagem e funcionalidades ajustadas às necessidades das Direcções de Comunicação, Marketing, Gestores e Administradores.

Este novo website transmite o profissionalismo que caracteriza o serviço da Voxmedia e permite aceder em qualquer equipamento, tecnologia ou local às nossas vozes, músicas e produções de clientes.

Este é também o canal por excelência para apresentar as novas vozes, as novas músicas e os novos idiomas disponíveis. Um repertório renovado e actualizado que pretende responder às necessidades das empresas portuguesas, numa era em que a internacionalização e globalização são a estratégia principal.

Visite-nos em www.voxmedia.pt e desfrute duma nova experiência.




Dicas para cuidar da sua voz

1. Tabaco, café e álcool: trio a excluir da sua rotina.
A nicotina associada ao calor do fumo, secam as cordas vocais obrigando-as a um esforço extra.
O teor de cafeína associado à alta temperatura desidrata as cordas vocais e provoca um aumento da acidez no estômago. Isto causa refluxo e ardor.

2. Bebidas alcóolicas não aquecem a voz.
Esta é uma crença bastante enraizada na sociedade, porém é apenas um mito. Na realidade, as bebidas alcoólicas anestesiam a garganta por alguns minutos, mantendo-se o problema de rouquidão ou dor.

3. Gelado faz bem à garganta
Não está comprovado cientificamente que o gelado prejudique ou melhores qualquer sintoma das cordas vocais.

4. Fuja do ar condicionado
A exposição ao ar condicionado seca o aparelho fonador, obrigando-o a um maior esforço para produzir o mesmo som.

5. Comida condimentada afecta a voz
É verdade que a comida condimentada pode provocar irritações nas cordas vocais. Um truque: a maçã limpa a voz, porém não resolve todas as irritações momentâneas.

6. Beba muita água
Isto não é segredo. A hidratação é extremamente benéfica para a limpeza e bem-estar das suas cordas vocais.

7. Tente não gritar.
Esforço em vão não é benéfico. Opte pelo microfone se falar em público.
Fale pausadamente e de maneira correta, articulando bem as palavras, mas sem exagero.

8. Diminua a tensão.
Boceje e espreguice-se diversas vezes ao dia para aliviar o stress.




Aparelho fonador

O sistema fonador está directamente relacionado com o sistema respiratório e é constituído por:
• Pulmões
• Traqueia
• Laringe (cordas vocais e glote)
• Lábios
• Dentes
• Alvéolos
• Palato duro
• Palato mole (véu palatino e úvula)
• Parede rinofaríngea
• Ápice da língua
• Raiz da língua